PUBLICIDADE
Topo

Exposição dos 50 anos do Corcel vai até amanhã no MIAU; ingresso é R$ 15

Rodrigo Mora

15/12/2018 10h30

Foto de 1971, em frente à Ford, quando o Corcel chegou a 100.000 unidades fabricadas (Imagem: MIAU)

(SÃO PAULO) – Primeiro carro fabricado pela Ford no Brasil a mirar as classes A e B, o Corcel nasceu em 1968, fruto do projeto "M", um compacto desenvolvido pela Willys-Overland (que a Ford adquirira no ano anterior) e a Renault. A produção teve início em setembro, enquanto a estreia oficial foi no Salão do Automóvel daquele ano – cuja principal estrela foi o Chevrolet Opala.

Depois surgiram o modelo de duas portas e a perua, mas o Corcel estreante tinha quatro portas e motor 1.3, de 68 cv. Foi com um desses que fiz meu primeiro rali de regularidade, há cerca de dois anos. Só que o meu (que tomei emprestado de um amigo) era um raro Corcel Bino, portanto com motor 1.4, de 90 cv. Adorei o carrinho: posição de guiar decente, bons freios, engates macios e direção leve. O único problema era não poder ir além dos 90, 95 km/h, pois eram apenas quatro marchas – ir além seria forçar a barra.

Na verdade, dizer que foi meu primeiro rali de regularidade é certo exagero. Foi, isso sim, um passeio pela Estrada Velha de Santos. Porque participar de uma prova desse tipo obrigatoriamente pede que você tenha um cronômetro, um mapa e um navegador. E eu só tinha o último, que no caso era o Marcos Rozen, curador do Museu da Imprensa Automotiva, o MIAU. Lembramos desses "detalhes" só na largada. Rimos da nossa incompetência e seguimos, encarando aquilo apenas como um rolê de carro antigo entre dois amigos.

Pois é do MIAU que se despede, amanhã, a exposição que conta a história dos 50 anos do Corcel. Além de peças publicitárias e comunicados de imprensa da época, peçam ao Rozen para ver o acervo de fotos de uma suposta – não há informações sobre o contexto das imagens – clínica realizada aparentemente entre 1976 e 1977. A Ford estaria preparando a renovação da gama e algumas possibilidade estavam na mira, como um Del Rey tentando parecer um Galaxie e um Corcel com cara do que veio a ser, de fato, o Del Rey.

Esse protótipo de Del Rey nunca foi adiante, felizmente. Acima, o Corcel

E assistir ao documentário do Jean Manzon sobre segurança veicular de dentro de um Del Rey Scala 1983 vale cada centavo dos R$ 15 de ingresso.

O MIAU fica na rua Marcelina, 108, zona oeste de São Paulo e abre hoje a amanhã, das 13h às 17h.

Sobre o autor

Rodrigo não Mora apenas nos Clássicos. Em sua trajetória no jornalismo automotivo, já passou por Auto+, iG, G1, Folha de S. Paulo e A Tarde - sempre em busca do que os carros têm a dizer. Hoje, reúne todos - clássicos e novos - nas páginas das revistas Carbono UOMO e Ahead Mag e no seu Instagram, @moranoscarros.

Sobre o blog

O blog Mora nos Clássicos contará as grandes histórias sobre as pessoas e os carros do universo antigo mobilista. Nesse percurso, visitará museus, eventos e encontros de automóveis antigos - com um pouco de sorte, dirigirá alguns deles também.

Mora nos Clássicos